quarta-feira, 6 de julho de 2016

O PROFESSOR DE PORTO ALEGRE, O ESCRITOR E A MORTE


De uma admiração no youtube devido ao talento e sabedoria de um professor do sul do país, surge um convite de uma parceria literária.O grande sonho de um poeta e contista estava a ser realizado;nada melhor que um grande professor  conceituado e que tinha muitas visitas na internet.
E assim foi enviado o trabalho de anos do escritor sonhador, e com boas promessas do fim ou começo do Brasil, o escritor calmo esperou o resultado,mas a correção nunca veio,muito menos respostas das mensagens enviadas.
Enfim, vamos pular o título e ir a outra história.


O POETA AO ENCONTRO DA MORTE

A muito jogaram areia no seu sonho,sentindo com o tempo esgotado e  sem forças devido a problemas comuns que todos tem na vida,foi entre trancos e barrancos tentar vencer a má sina, mas algo oculto e diabólico impedia da sua obra sair.Sendo assim procurou ajuda num lugar onde se identifica e confia...
Um  centro espírita Kardecista!
O primeiro motivo a ter procurado foi por um cidadão que morava no mesmo bairro e que frequentava o mesmo ambiente e que de vez em quando se estranhavam; o outro mais importante a ele foi o motivo do sumiço do editor que o contatou.Quatro meses sem resposta em emails ou outras formas depois que foi enviado o contrato assinado; a neurose e sentimento de desprezo tomava conta do homem, sorte a sua ter uma aliada na redes sociais, a ouvinte amiga e de uma espiritualidade impar, a santa ajuda vinha de Amanda, uma mulher madura e paciente como Jô a tantas lamurias do seu amigo virtual.
Sendo assim se locomoveu a pé até o Obreiros, lá foi atendido por uma senhora que aparentava uns 80 anos, ela sorridente e cheia de vida parecia uma menina devido ao seu brilho.Na sala ao entrar o peso e o desgosto já aparentava ter saído daquele corpo.
Ele conta o porquê da sua ida a casa, ela o instrui e confiante ele parti depois de horas;antes de chegar em casa ele passa no estabelecimento comercial, lá ele encontra o homem que o estranhava e que ele também sentia o mesmo,O homem na hora que o viu brilha seus olhos, sorri e o cumprimenta. Há mais mistérios na vida de que nossa vã filosofia.
No outro dia como mágica o editor manda um e-mail dizendo que p livro seria publicado, e assim feliz dorme o poeta e contista.
Mas muita coisa tinha ainda a frente,umas das mais perigosas foi o sumiço do professor conceituado que ia fazer a revisão, de fato um dedo diabólico ou outra força mundana e surreal, levava a consumir a energia e forças do escritor.
Sendo assim sai numa noite sem eira e beira e se defronta com um homem perigoso e armado,o escritor era dado a boemia, mas aquele dia estava de cara limpa e sem álcool no sangue, Era tarde da noite, sem dinheiro e rumo conversava com outro na frente de uma lanchonete noturna, quando passa um homem e devido alguma palavra que um dos dois disse ele se vira e saca sua arma.
A arma era enorme, o alemão corre feito um rato dentro da lanchonete, nisso o escritor se vê em frente ao homem que dispara um tiro...A fumaça da bala em atrito do asfalto sobe até seu joelho, mas antes de tudo ele viu um outro homem colocando a mão na frente do atirador e soprava algo em seu ouvido Da mesma forma que quando conversava com o alemão um outro homem tentava pegar no mesmo, o escritor achou que eram vivos, mas chegou a conclusão que não!
Ao disparar o tiro o escritor pensa, vou morrer como homem e não um covarde, estufa o peito e abre os braços e diz - Calma sou apenas um poeta/escritor.
O home feroz manda ele ir embora,ele ao dar as costas pensa que ele ia atirar.mas não o fez.
Chega em casa e dorme tranquilo e sem medo do acontecido, seu sangue estava frio a tempos; com o tempo ele conta a Amanda.
E por muito tempo ele troca mensagens com ela, até a notícia da data oficial da sua obra lançada, mas não seria ainda dessa vez, e mais uma vez o destino seria cruel.


A  TRISTEZA DA PARTIDA


Quando o autor recebe seu livro corrigido ao fazer a revisão encontra muitos erros, a revolta pelo abandono do professor aumenta em sua mente, então pensa em corrigir seu próprio livro.Ao enviar depois de dias recebe a notícia da data a ser lançado e a tarde a notícia de que Amanda havia falecido, A amiga que dizia ser a primeira a estar a pegar uma dedicatória,depois do livro recebido muita coisas boas aconteceram,mas um vazio se instalou por tempos.
















Nenhum comentário: