terça-feira, 20 de dezembro de 2016

A MALA PRETA


 A Vida nunca foi fácil a ninguém, um impasse aqui no trabalho, em família, um desaforo no decorrer da vida, um limão a engolir goela abaixo do empregador...Críticas alheias.Bem, não nos faltam negativismos ou mesmo o lado o positivo, dependendo do ângulo de visão de cada um

Nosso personagem oculto vivia já a perambular pelas ruas ,a olhar ao chão a espera de um milagre,afinal sua situação nada boa estava financeiramente; milagres são aqueles onde aparece um bom mecenas, um bom conselheiro ou quem sabe um anjo que se arriscou a se materializar e sentir de perto a dor humana.

E numa caminhada livre, em uma avenida bem tratada e arborizada,com flores gentis,e gentes a se exercitar, lá vai o quase andarilho, introspectivo e pensativo , ás vezes ao céu e chão e vice versa olhava.

Na mente uma dúvida e desejo, poxa!? Porque não aparece uma maleta,uma valise cheia de dinheiro!?

Depois de muita caminhada, sempre em linha reta, virou a esquina do seu inferno astral, logo na descida uma igreja evangélica que estava fechada ao outro lado um terreno com peças de carnaval, um deposito do que sobrou itens  da maior festa popular brasileira.

Para seu espanto ele vê uma mala preta, nova e misteriosa,seu coração bate forte, o desejo de pegar a mala era grande.Mas, algo lhe toca na alma.Não!Não posso possuir algo que não sei da providencia...

Partiu dali de mãos vazias e no mesmo estado material atual,mas de coração e alma leve.

Se existe ajuda que venha de uma forma menos surreal e mística, este provável abraçaria esse feito.

A vida prossegue e os ensinamentos também, afinal o que é da terra ira para terra.

Nenhum comentário: