segunda-feira, 8 de julho de 2013

PROFECIA DITA - PROFECIA CUMPRIDA


Quem te disse inocente e rebelde criança
que um sorriso,uma capa aparentemente limpa e bem desenhada
 é sinônimo de seriedade, honestidade
bondade, caridade e justiça?
Quem te disse que aquele que diz estar do seu lado por melhorias 
e crescimentos de vida e que agrega o seus amados
com a fala macia ou até firme e contundente,
seja  a solução para os problemas do mundo e a favor do mundo...
Que aquele homem que queria mudar o sistema  não trairá
  a todos por um punhado de dinheiro e poder como um Judas Iscariotes, 
Marcus Junius  Brutus ou Silvério dos Reis.
 Ninguém sabe o que se esconde
atrás de um corpo físico com uma estampa fina ou atrás de um olhar
aparentemente cheios de boas intenções e promessas.

Já  perguntou  a si mesmo 
quem está atrás do seus intentos?
Quem te disse que seu valor cabe dentro de uma caixa,
dentro de um envelope com migalhas
pra comer indevidamente o pão e o vinho...
 Morrer sem conhecimentos visíveis, invisíveis e palpáveis ...
Se ao menos sair de onde vive uma vez por ano,
e nem da mente ,pois lhe mentem...
Veja  e absorva o mundo paradisíaco e não o caos 
onde vive e pensa que é vida, pois te deram migalhas
e te colocaram vendas de alegrias passageiras...

Quem te ensinou que além do pouco que ganha tem
que dar uma porção do tão pouco
e ainda esperar após a morte uma vida digna e justa
como num paraíso...
Se  tiver um pouco de senso
o paraíso é aqui e qualquer lugar que pise...
Desde que viva a realidade nua e crua sem vendas
e alienação ou fanatismos religiosos ou qualquer outros dogmas.
Quem te disse que o que vê é real?
Que alguém se importa com seu suor e desgaste físico e psicológico,
veja por si próprio o que fazem com seu trabalho árduo e o que lhe
tiram  disfarçadamente do que possui.
Quem pode mais chora mais e ri nas piscinas de dinheiro,
junto as levianas burguesas do reinado da festa da uva,
onde o povo se mata nas comunidades 
um ao outro, e até se  comem vivo ou morto 
e até os pretorianos de boas intenções em linha de fogo.

Desfiles de brilhantes...
Ostentações,
confortável pra ti?
Sugam o sangue e pisam o suor alheio...
Quem não se vende no poder supremo?
Quem não se trai?
Quem traça o destino?
Se for o homem... 
Um dia a lei da causa e efeito fará efeito.
Profecia dita ...Profecia cumprida.
Se um dia acha que será bem recebido após essa vida
como aqueles que estavam ao seu lado
ostentando luxo e glamour...
Ledo engano!
Os esfarrapados de mente e espíritos que criou em 
terra lhe esperarão de braços abertos...
Para seu tormento eterno.
Esse será seu inferno pessoal,
sua recompensa eterna e de bom tamanho.

https://www.facebook.com/poetaazevedo




A alegoria da caverna, também conhecido como parábola da caverna, mito da caverna ou prisioneiros da caverna, foi escrito pelo filósofo grego Platão e encontra-se na obra intitulada no Livro VII de A República. Trata-se da exemplificação de como podemos nos libertar da condição de escuridão que nos aprisiona através da luz da verdade, onde Platão discute sobre teoria do conhecimento, linguagem e educação na formação do Estado ideal.

Um comentário:

Ricardo Santos disse...

Mário,considero a alegoria das cavernas uma das reflexões mais profundas sobre a importância da razão humana e seu contato com o mundo.

Abraços.