O CANTO DAS LETRAS- NA ÍNTEGRA. / 1983 A 2000

INTRODUÇÃO -

(Poemas escritos de 1983 a 2000 )

Cada entusiasmo poético que tive,
estava num estado de hipersensibilidade e graça.
E o grande mérito deste trabalho sincero, foi captar as
emoções que às poesias transmitiram aos meus amigos,
familiares e até em pessoas que eu não tinha tanto conhecimento.
Emoções como: um leve sorriso,um brilho no olhar,
lágrimas sinceras ou até risos.
Através destas atingi o meu objetivo, que era, e ainda é, fazer as pessoas
aflorarem mais os seus sentimentos positivos (vivos ou adormecidos).
Tenho certeza que cada poesia vai servir como uma chave, e esta abrirá
cada porta diferenciada que existe dentro do coração de cada leitor, e cada
porta aberta receberá a mensagem certa, na época certa. Fazendo refletirem
a cada tema, e conseqüentemente cada sentimento que vive latente ou inerte dentro
de cada ser.
Boa Leitura!


A MERETRIZ E O SONHADOR

Homem:
Viajei para longe do seu corpo desfrute, os astros foram o meu companheiro da noite
e a única esperança de brilho, sorte e sina, mas em cada esquina, em cada beco
e rodovia escura que passava... Sua fria face ali eu via.
Ó Mulher cheia de vida!...fácil, porém sofrida, na carne que vai e volta batida,
e continua a viver de certas despedidas. Ah! lascívia-mulher,
tu somes feito um animal, e cada passo longe meu resta apenas o contorno do seu rosto
e em minha vida o desgosto... Sumas de vez da minha ferida.
Ó profana mundana que engana, sangra e mata!
Apunhalaste um coração fervente que possuías em mãos,
e manchaste toda de sangue e ainda dorme e sorri!...
Fujo então do meu escárnio, e por amor próprio espero frio e calmo,
até tu chegares um dia rastejando com seu peculiar veneno,
como uma doce e pura falsa santa mulher, arrependida! Caída!
e em brandas palavras direi e te darei o que sempre a fez feliz...
o preço do teu amor, mas pago em moedas de desprezo.
Mulher:
Homem, sei que merecido tu me viras as costas,
pois te desprezei e te fiz grande troça, mas saiba que um dia também amei...
e me fizeram o que se faz com uma velha palhoça,fui trocada e abandonada por quem sempre me dediquei e sozinha e amargurada de muitos homens me vinguei,
massageando assim o meu ego.
Sei que o céu me abençoou mas minha ira deixou, que o broto que tu plantaste em mim secasse.
Mas na sua última despedida algo em mim despertou
e os meus olhos cegos e irados algo vago enxergou, por isso aqui estou.
Homem:
Mulher... pois te digo friamente,agora é tarde contar-me as suas feridas do passado,
pois dentro de mim vive um velho cansado, no meu peito não germina mais o amor lascivo,
descobri que o amor é ilusório, verdadeiramente tudo é mesmo transitório,
enquanto um ama e constrói o outro vem, despreza e corrói,e hoje ,quero me encontrar
mais espiritualista, pois bem sei que o amor carnal,sempre está distante da gente,
pois neste mundo não encontrei um amor que valha e pena viver decentemente.

Mulher:
Sendo assim estou indo embora, da minha parte mais nada lhe posso dar,
pois você que está ferido nesta vida, É você mesmo que tem que se encontrar,
Adeus...

Homem:
E quando a meretriz virou as costas,
desci ao inferno da amargura,
e provei de toda e qualquer loucura,
e quase desta vida me desvencilhei.
E no meu corpo profundas marcas criei,
e os sulcos em meu rosto, aí sim, mostraram todo desgosto,
pois a juventude me abandonou... mas em minha velhice a paz reinou,
pois minh'alma sofrivelmente encontrou a tão difícil felicidade.
Quem a encontra não sei ao certo se tem idade certa.
Mas a minha me foi entregue de um sono que jamais voltei.
Ó sonho eterno e paradisíaco,
onde olho está o verdadeiro sentimento nobre... amor,
pois desnudos vivemos sem as coisas materiais,
sem as delícias carnais.
No passado, tentei provar inutilmente de um beija-flor,
que foi ferido e várias vidas machucou,
mas como dito é passado.
Hoje, sou feliz e estou rodeando
da mais bela flor que o céu me presenteou.

CLUBE DE CAMPO

As brumas do Clube de Campo,
me enchem de encanto.
E todo aquela velho pranto,
some tão rápido que até me espanto.
Área de mananciais,
tornando as pessoas tão especiais,
isoladas das cidades centrais.
A beleza está onde a vemos,
pois se não nos esforçamos,
nunca a teremos,
por cegos sempre sermos,
então... enxergue o amor.

A ÚNICA

Talvez você seja minha companheira,
única e absoluta, realmente!...
Somos como um só laço.
No verão, você sempre ao meu lado,
no inverno, não poderia ser diferente,
sempre você!...
Por mais que de vazão a outras
você sempre acaba ao meu lado,
estou viciado...
Não posso partilhar você com ninguém,
isto a mataria,
deixaria de existir
em minha vida.
A única que me acompanha
nas minhas inquietações noturnas.
Você não contesta!
Não me cobra nada,
és tão perfeita,
mas tão difícil de conviver com você...
minha solidão!

AMIGA

Queria o seu ombro amigo,
minha sempre e ouvinte amiga.
Na aflição do meu coração e alma,
penso em seu consolo,
pois só você tem o dom
de ver e dizer
o que poucos tem a oferecer,
sinceridade...
cumplicidade...
e amabilidade.
Sem interesse certo,
apenas a bela amizade.
E que dure toda a eternidade,
Pois quando encontro
Tal amiga brilhante,
o que devo fazer?
Preservar...
valorizar,
e com a mesma intensidade
amar.

FAMÍLIA

Família!...
festanças e cobranças,
choros de criança,
lembranças nas fotografias,
e nos finais de semana só alegrias.
Observações dos avós e tios,
e reuniões todo sagrado mês...
por ter uma família que comemora
nascimentos de janeiro a dezembro,
por isto sempre há um dia festeiro...
por nascer neném quase o ano inteiro.
Da barriga ao colo sempre uma passagem
bonita, gracinhas e um olhar pueril,
para os pais uma glória, para os tios sempre
uma bela história. E nascendo, crescendo,
e as raízes se desenvolvendo, e os frutos
amadurecendo, até o nascer de um novo dia,
que sempre nos dará total certeza,
sempre brotará a semente da alegria,
que nasce de belos frutos.

AMOR, AMAR

Amor...
uma palavra
um sentido,
um doce acalanto
para dormir nas noites de encanto.
No inverno um manto
pois o restante do pano
são teus braços quentes...
nesta estação de amor.
Amor...
Gotas de água do céu,
gotas de orvalho do céu,
gotas de lágrimas dum olhar...
quando distantes deste sentimento,
que vivemos a esperar.
Mas, a certeza da grande emoção,
vinda deste sentimento cheio de
explosão.
Amor dormindo,
olhar sorrindo...
para o ser do desejo,
mesmo inerte neste amar,
mas sinto que em teu sonhos
o meu corpo e rosto,
tu estas à fantasiar.
E nesta espera longa ou curta
vivemos a esperar
para o despertar...
de um eterno sonho no olhar,
de uma eterna realidade a mostrar,
mas, viver com este sentimento
morno... quente... ou fervente.
E sem nada cobrar
deste teu sóbrio repousar,
pois teus olhos acordados
ou não, se vê,
o verdadeiro
amar.

MULHERES

Mulheres que sofrem
e vivem minguando por dentro,
até onde bate o vento.
Vidas contidas em pequenos amores...
filhos!
Frutos de incertas uniões,
e que falta de sabor,
de viver o tão ilusório amor,
na doce amarga cama
ao lado de homens incertos.
Ó Mulheres de fibra,
persistentes por ficarem
ao lado de homens ausentes,
que não despejam o amor
em seus lares...
o que lhe faltam é coragem!?
Quantos passos para a independência!?
Este teu pudor desnecessário te fez santa?...
Viva numa redoma de vidro no altar?
Atrás de um grande canastrão sempre estás,
que às vezes até lhe levanta suas covardes
mãos... quebre a redoma então!
E erga sua cabeça na multidão.

VIDA PRECIOSA

Confia
Oh! Amado ser
Nesse
Fôlego
Incessante... é o
Amor
Nessa
Estrada
Sinuosa
Saudando

A

Vida
Incessantemente
Doe seu puro
Amor
Porque
Raramente
Encontrará outro
Caminho certo.
Introduza

O

Seu ser de luz
A toda e qualquer vida

O QUE SINTO

Cheguei!
Cheirosa, transmitindo
choro de alegria
e muita simpatia.
Chorei e espreguicei
e depois mamei...
Ah!...
Que peito macio e quente,
depois pro outro passei,
e aí me esbaldei.
Fui para casa
sentindo novas sensações,
como andar de carro
em braços seguros,
pois antes estava
em um útero escuro...
Deitaram-me em um berço polido
e enfeitado,
deram-me muita atenção e mimo.
Dia após dia sentia um ser diferente
me olhando e elogiando...
Avós, tios, primos e amigos.
Às vezes mesmo dormindo,
abria os olhinhos
para fazer graça e voltava a dormir
para descansar de tanto esforço.
E assim passaram os dias e os anos,
e me sinto como uma
princesinha do lar, com a sina de
dividir a tarefa missão
com mamãe ou quem me der a mão,
para fazer um mundo,
uma família unida e feliz,
pois desde o meu nascimento,
me senti uma verdadeira
bebe atriz.

EVOLUÇÃO

Em algum lugar do passado,
você foi uma linda ave e, eu uma árvore.
Você habitava em meu ser,eu a acolhia com carinho,
a observava...Vivia feliz a cantar,
e seu cântico me dava vida.
Primavera... verão e outono,
e você junto ao meu ser.
Me entristecia com a sua ausência,
me enciumava quando outra ave
chegava perto de você...
Era puro amor.
Mas um dia o inverno chegou e você partiu e minha vida também... Minhas folhas secaram e caíram,
não corria mais a seiva da vida em meu ser...
Então morri.
Mas graças a natureza me transformaram em ventania,
então percebi como a vida era tão bela...
Me aproximaram do ser que tanto desejava,
 voei ao seu encontro, soprei lindas penas
e ti abracei e ti beijei e levei você aos céus..
e fomos um só,
até a próxima evolução!




MENSAGEM PARA CONFIANÇA NO AMOR

Há folga no amor?
Parece que existe.
É até absurdo para alguns,
mas é um mal necessário,
o tal que dizem por aí afora.
Bate saudades e até ciúmes
por não ter por perto
o ser amado,
sabe lá o quê tem feito,
sem contato durante horas ou
alguns dias,
e que dureza esta demora.
E desta forma
aprendemos
a esperar e confiar,
e melhorar tal relacionamento...
aquele que não queremos terminar.
E quem sabe um dia
ganhamos alguma consideração a mais,
nem que sejam palavras ao menos,
seguras e claras.
E assim crescemos
com a distância
mas precisamos de alguma segurança,
para serenos ficarmos.

DAVID

Quando há lua cheia no céu,
lembro do meu raro amigo,
mesmo tendo partido há tempos.
Vivia a dizer...
que a lua o fascinava,
também sua passagem essencial
aqui nos fascinou... encantou,
pois tu tornaste a ter o brilho
semelhante ao do luar.
E com saudades iremos sempre
recordar... o brilho do brilho
da lua em seu meigo olhar.
Sensível como David pastor,
inteligente como David rei,
belo como David homem.
Não poderia ter outro nome de
batismo...
somente David!
Da vida – da terra – da alegria,
da época boa,
da amizade de outrora.
Então amigo irmão,
sejas como a lua
que tanto a fascinava...
irradie junto aos bons anjos
os que o guardam na memória...
porque aqui tu deixaste
tão bela história.

SINTO-FACE A FACE

Sinto que tu vens no vento...
na chuva, no som estrondoso do trovão,
cortando o céu na escuridão.
Sinto que tu bates no telhado,
na janela, no portão,
no pensamento de um homem
desgarrado do seu rebanho irmão.
Sinto que tu invades meus sonhos,
tornando-os em pesadelos...
criando tormento no pensamento
como se fosse um tufão...
jogando para lá e para cá
uma pequena embarcação.
Antiga!
Indesejada e raramente aceita,
fujo e me escondo,
e quando penso que me libertei...
repentinamente me enfrenta
face a face.
Tu voas como um gavião ao vento,
cortando o firmamento...
De tu ninguém se escondes,
pois cada um
há de encontrá-la um dia.
E que nas suas asas
venha um anjo bom,
e em seus braços angelicais
embale tão fraco ser...
que há de encará-la
como tu encaras,
friamente!
Frente a frente.
Face a face.

QUEM SOU?

Não sou José,não sou Maria.

Quem dera eu fosse.

E foste aparecer neste momento!...

Quando nem ao menos sei quem sou.

E tu!

Quem és?

És um rosto qualquer?

És um rosto de mulher?

Porque nome tu tens!

Não sou a luz,

não sou a treva.

Quem dera eu fosse.

E foste aparecer neste momento!...

Quando nem ao menos tenho registro,

Que dera eu fosse um grande ministro!

Não deixo rastro de cheiro,

nem meu rastro no canteiro.

Nem meu nome exato na indecisa multidão.

Por que a verdade... A verdade é o que o povo

precisa e quem dera partir,

enquanto eu estiver nesta alusão.

Quando o meu nome erguer,

não escreverei na areia, como muitos fazem,

pois todo homem tem que deixar sua história,

pois isto levantarei minha bandeira de glória.

O FIM DO MUNDO

O bêbado no bar
para ver o mundo acabar,
bebeu e jogou,
e todo o seu dinheiro desperdiçou.
E o mundo nem aí,
para o seu mero espectador,
pois o seu fiel percurso continuou.
E o sol sorriu,
o céu se abriu,
no seu imenso
azul anil.
As nuvens de algodão,
o bêbado as enxergava
bailando no céu.
Quando escorou
num certo portão,
o vento o impulsionou
com precisão.
E tudo terminou assim,
o bêbado caído num belo jardim,
amassando as alegres margaridas
que tiveram tão triste fim.
“É o fim do mundo”
disse a dona do jardim
e deu uma certeira vassourada
no traseiro do pobre bêbado...
Joaquim Serafim!

A CAMA DE CASAL

A cama de casal tem seus encantos,
onde se destacam quatro cantos
desta peça primordial
de uma casa de casal.
O canto “A” é o primeiro:
é o “A” de amor,
do arrocho de corpos,
dos apaixonados.
A cama de casal também tem o canto B:
o canto B da beleza nua,
da boca d’água,
das brincadeiras sexuais.
O canto “C” tem pontos positivos e negativos:
o canto “C” do cansaço físico,
de carinhoso, da criatividade...
pois nesta cama dormem e acordam
dois corpos que vivem a fazer atos criativos.
O canto “D” é o canto fatal:
“D” do dia-a-dia,
da divina união,
até da indesejada desilusão.
Talvez existam mais cantos nesta
adorável cama.
E muitos não se dão conta da química
dos quatros cantos visíveis desta invenção,
tão preciosa, histórica e necessária.
A divina cama de casal...
onde quase sempre o mundo lá fora
fica esquecido e perdido.


AMIGOS

Faz tempo que não o vejo,
para lhe dar carinhosos beijos
e um forte aberto de mão.
Faz tempo que não o vejo,
para matar infinita saudade
e ficar do seu lado sorrindo
ou até se lamentando...
Mas tão perto de tão nobre amigo-irmão.
O tempo e a prova de tal amizade,
pois ele passa, nos ausentamos,
e quando nós encontramos
é como fosse ontem...
Tão grande esta união!....
E com chave de ouro
o guardo em meu coração,
pois nessa vida acima de tudo,
vale preservar tamanho amigo,
presente de Deus, irmão.



LUMINOSO E DEDICADO

Voo livre de triste do pássaro azul,
E um imenso mundo e céu acinzentado.
Feliz quando preso em uma gaiola dourada,
mas certo homem bondoso abriu sua portinhola...
Que dúvida de tal bondade?
Curiosamente este pássaro descobriu
novos horizontes... Então partiu!
Tempestades...Ataques de outros pássaros
e até do próprio homem ele sofreu.
Mas corajoso e valente,venceu o caos da fatalidade.
E depois de ter conhecido a doce liberdade,
após longo e longo tempo, encontrou o verdadeiro
paraíso, mas em outro mundo...
Pois o seu vôo foi além de si mesmo
luminoso e dedicado.



INSONE

Noite silenciosa e sedutora,
sou teu companheiro...
Estou aqui como te vejo:
...Silenciosa, misteriosa e ociosa.
Maravilhosa és,
escravo me faz.
Fico acordado no teu silencio,
embriagado no teu mistério,
espreguiçando na insônia que me provocas.
Estou desperto em ti,
és meu bem e mal,
as trevas me consomem...
Somo tu aos meus escritos
para celebrar te no escuro
... E na luz que emites em minha mente
de forma mágica e desmedida.



PAIXÃO CEGA

Percorri quilômetros a teu lado,
como estivesse em um cavalo alado.
Branco de temperatura quente,
como meu amor por ti que era fogo reluzente.
Mesmo temendo a velocidade,
permanecia sorri dente,
pois bem seguro me sentia,
porque ao meu lado tu estavas....
Paixão cega e inocente.


BUSCA

Buscar o todo...O que todos procuram,
busca certa ou incerta?
Às vezes tão perto do que se procura,
outro ser na mesma busca.
E a vida é uma eterna procura
para a cura de todos os males.



AMEI

Poesia no ar,
no mar ... amar.
Amei e bem sei,
talvez errei,
mas sinto que sei,
o teu amor...
Saboreei.



AMAR

Amar às vezes e triste,
mais triste ainda é não se embrenhar
nesse sentimento tão necessário
que dá cores as nossas vidas.



POETIZAR

Poetizar é sonhar que está imaginando,
que está se criando um verdadeiro
extenso e colorido mar.
É dar cores que se quer tocar
um pedaço ou um todo coração.
Sentir um belo olhar a brilhar,
deixar um sorriso no rosto deslanchar
...Iluminar saúde e pureza.
É a nobreza de fazer sonhar os novos
poetas com nobres palavras,
nobres sentidos, novos pensamentos
que nos fazem vibrar tudo aquilo
que sonhamos expressar...
O amor nobre,
o olhar puro de um ser criança,
o nobre despertar da esperança...
Das festanças dos anjos que vivem
as nós rodear.
E estes anjos são semelhantes
aos poetas no olhar,
mas os poetas somente no papel
podem se emocionar...
E os anjos por decreto de Deus nos abençoar.

LEVEZA DO SER

Ao mesmo tempo que quero estar,
quero parti... Desfrutar da liberdade
de andar, pensar e expressar.
Tudo isto é bom,mas só em pensar
que devo voltar ao que me está reservado,
tudo isso é muito estranho.
Talvez o doce disto tudo que sinto,
seja por sentir o amargo
da outra face da vida.
Nós não viveríamos satisfeitos
sem conhecer os opostos,
sem as contradições da vida.
Talvez temos de amargar a perda ou
o afasto parcial do que amam,os e admiramos,
para quando retornarmos ao doce manancial possamos
aprecia-lo decididamente como
se fosse a primeira vez...
É está a nossa insustentável leveza do ser.



NATUREZA DIVINA

Caiu um homem justo, disse o amigo vento:
-Soprarei suas mágoas e feridas para longe de suas vistas! E assim o fez.
O rio complementou:
-Trarei suculentos peixes para saciar sua fome.
E o fogo completou:
- Eu os prepararei.
A terra ordenou que brotassem fruto saborosos ao seu redor.
E as nuvens ficaram em frente ao sol escaldante para aliviar a quentura do seu casto corpo.
Os pássaros entoaram lindos cantos para alegrar seus olhos tristes.
Cai a noite e a Lua explodi em uma luminosidade
como nunca se havia visto antes...
As estrelas se uniram formando um cordão iluminado,
e o homem se levantou, criou asas
e voou até o paraíso, onde foi recebido com muitos méritos.
...A natureza continuou a dar seus saborosos peixes,
a terra continuou a dar seus frutos,
as nuvens sua sombra e sua águas .
Os pássaros entoaram cantos ainda mais lindos, pois
nasceram seus filhotes...
E o firmamento continuou a dar seu show particular aos olhos de quem sabe enxergá-lo e senti-lo.
Então em seguida vários homens caíram em seguida daquele outro...
mas a natureza de Deus os acolheu com carinho e destreza.


O REFÚGIO

Sons...
Latidos de cachorros.
Sons...
Cantos dos pássaros
Sons...
aves cacarejando
Imagens...
Cães brincando
Imagens...
Pássaros voando
Imagens
Aves ciscando.
Imagens de um homem procurando refúgio...
E o vento a mostrar
em conjunto das folhas da árvores o riacho profundo.
Os peixes a nadar estar a demonstrar o refúgio perfeito...
- É o mar!
É mar...
Que está a lhe esperar.


O HOMEM

Olha em frente e sinta um novo homem,
que com o tempo transitou na terra e nas nuvens...
Transformando seu interior
que tanto o
decepcionou e machucou.
E andando na chuva,
caindo na lama,
dormindo de tempo em tempo,
sem direção despertou!
A vida não engana,
ele mesmo que aceita os erros
e não muda por não querer enxergar o óbvio...
Sendo assim, a vida bate.
...Bate até o homem chorar por dentro,
e em suas lágrimas o mal todo eliminar,
purificando sua alma e corpo...
Isto é a evolução.



ESPÍRITO DE LUZ

Espírito de luz na multidão,
iluminando
a mente e nossos
desiludidos corações.
Espírito de luz na madrugada,
nos fazendo sentir como em uma cavalgada
nas nuvens macias desta bela estrada.
Espírito bom, e consolador,
irradiando o seu puro amor
por ter vivido talvez um grande dissabor.
Mas tenha a certeza...
Tu és um grande ser, um iluminado,
que fazes com o que conhecemos e desejemos
sempre ao seu lado permanecer...
Por ser amigo valoroso irmão,
que não nos deixa em qualquer solidão.



ASAS PARTIDAS

Triste pássaro em sua gaiola
com sua portinhola aberta,
mas sem poder partir...
Pois suas asas estão partidas.
Ah! Doce vôo que impossibilita de ser feliz,
por estarem suas asas coloridas machucadas
de se debaterem em tão pouco espaço para viver e cantar.

E que cântico sufocado....
Onde andas teu guardião?
Passa noite fria e logo
na primeiro raio de luz do dia
olhas ao céus e bem ao longe
vê se aproximando o irmão
luminoso e em tua frente lhe diz em brandas palavras:
- Suba em minhas asas irmão,
levarei a tua verdadeira casa...
Já aprendestes com o sofrimento
que deveras dar valor a morada que te foi construída...
Felicidade igualmente nunca verás e terás,
o Pai que te reservou o vez com seu infinito amor,
pois sempre de ti zelou.



NOBRE HOMEM DO CAMPO

UMA ÁRVORE NA PLANÍCIE SOZINHA E DESOLADA
TENDO POR CONSOLO ESTAR NO PÉ DA ESTRADA.
AO LONGE SEU MOÇO CAMINHA E QUEM SABE SE ANIMA PARA DESCANSAR EM SUA SOMBRA-AMIGA

ÁRVORE:

- O seu moço por favor me faça companhia...
Fique debaixo de minha sombra que lhe dou em troca de sua pessoa, pois tão sozinha estou.!....

HOMEM DO CAMPO:

-Sozinha por pouco tempo, pois sinto que vem com o vento,
chuva boa de verão,
donde venho não há sombra, só calor e força bruta, e a sina do homem do campo é morrer nessa labuta...
a vida é mesmo assim, nem tudo é perfeito,
mas guardo em meu peito
minha doce liberdade por direito, só estou preso a terra e ao canavial, donde vem todo meu pão e desse mal não morro não.
Oh! Árvore soltaria , não fique triste assim, pois tenho em minha mãos uma muda de sua espécie, a qual pranto perto de ti para te animar.

ÁRVORE
- Que alegria seu moço e faço todo alvoroço,
por tão jovem companhia a desfrutar e quem sabe um dia
arborizar o amor.

HOMEM DO CAMPO

- Sendo assim, parto feliz!
Tenho que ir embora, pois dos meus pequenos, que são minha vida,
também tenho que cuidar, alimentar e amar...
Até breve dona Árvore... Seja feliz!

ÁRVORE

Se Deus quiser até breve,
cá estou sempre a esperar e a verdadeira amizade espalhar,
como você nobre homem do campo, que não deixou a desejar,
pois em mim plantou a viva esperança,
a a doce lembrança de amanhã o ver passa.



CADEIRA DE BALANÇO

Doce velhinha em sua cadeira de balanço
com seus cabelos de algodão,
balançando
e sentindo emoção.
Na varanda, sorrindo olha o firmamento,
repousando seu cansado coração de mel.
Balança senhora!
Balance ao vento...
Faça um gostoso movimento
que suas raízes estão a observá-la
a todo tempo.
E a cadeira com seu ritmo
vai demonstrando sua própria existência...
Que passa e se torna lenta, a cada minuto, a cada momento.
Balança velhinha!
Balance ao vento...
Viveste grandes momentos,
a cada gestação, neto e bisneto,
e de tudo que aprendeste ainda restou alguns mistérios
e curiosidades como partir na tua memorável
cadeira de balanço em movimento,
com um lindo sorriso no rosto infantil,
em um tarde florida ...primaveril.



DÚVIDA MORTAL

Morte!
És a solução
...a renovação?
O medo vence a coragem
quando a espiritualismo?
O que se consegue através da idade?
Me renovo cada dia.
Morrendo jovem perco essa renovação?
És meu berço?
Quem a criou não hesitou...
Até em ti enxergo o amor .... Shakesperiano.
Partir do luxo e do lixo, todos corpos são recipientes
disto tudo... Cabe a dor e o horror,
o caminho está ao seu dispor, é só traçar e buscar.
Viver... Difícil tarefa quando não se encontrou o seu próprio valor.
Mirar, sentir e lutar...
até um dia deitar em teu leito que é tão
profundo quanto a ti.
Ó morte!
t u não és fria... és descanso,
tu não és negra...és remanso.
Todos temos o mesmo destino.
Vens rápida ou tranquila,
com dor ou indolor....
Mas vens!
e todos nós a esperamos,
sejamos valente como ti...
Imortal morte!



A VIDA

A vida é uma jornada longa ou curta
e nesta estrada larga ou estreita de difícil
passagem e viagem vemos flores ou espinheiros todo tempo.
Por tudo pedimos ao céu, principalmente força o tempo todo,
para não cairmos no meio deste chão de asfalto duro e pedimos por um futuro tranqüilo,indolor e cheio de amor, regrado das mais belas lembranças.



MENSAGEM AOS ETERNOS AMANTES

Mais um dia distante de você....
O que fazer para não esquecer tudo que vivemos juntos?
É tão simples deixe a imaginação correr como
a de uma criança... Lembre do pouso da borboleta em nossos lábios,
transportando o néctar do amor, das brigas tolas sem grandes motivos,
das desconfianças criadas pela mente ciumenta.
Do contra de muitos e do grande apoio de poucos.
Indo um pouco mais além, sempre com a proteção divina,
dos encontros sem hora marcada no meio da multidão,
trazendo a nós uma grande alegria.
O amor vence!
Mesmo na distância, mesmo contra a correnteza.
E o que precisamos a mais para crescer até o ápice do amor/
Do respeito, da amizade e até dos bens materiais?!
...Quem sabe seja confiança plena um no outro?
Através do dia a dia deparamos com pedras e troncos em
nossos caminhos... E talvez nos falte um martelo imaginário
como aquele do lendário Thor, para erguermos e quebrarmos
todo mal que vem em nossos caminhos, mas guiados pela força do bem
que existe dentro dos nossos corações.
É....Mais um dia longe de você, mas a certeza de estar da felicidade e do seu
tão necessário e puro coração.



MATEMÁTICA DO PRAZER

Teu perfume é o que me desperta, o que me deixa alerta
para presenciar, sentir e viver, este tão raro e puro sentido
do prazer... Dos cinco é o que me deixa embriagado ao ponto
de cair de joelhos aos pés de tão distinta companheira, que me
deixa no êxtase o tempo inteiro,
por exalar a essência pura do seu exótico e enigmático perfume.
4 parede.
2 vidas +
2 portas +
2 Janelas.
Vivemos 7 dias na semana
em cima de tão desejável cama de 4 lados,
e lado a lado viver tais delicias na matemática do prazer,
seria como estivesse ao cubo ou a multiplicação de tanto calor...
Irradiado dos seus seios de amor.



NO MAPA DO TEU CORPO

No mapa do teu corpo percorro com olhares minuciosos,
e viajo aos países dos prazeres.
Com mãos trêmulas o sinto, e o calor que dos trópicos transpira
minha face e mãos conseqüentemente o corpo inteiro a queimar
de prazer, me faz despir e com meu corpo nú mergulho em suas praias
de amores. Sacio sem cessar, sem ao certo respirar o ar ao meu redor...
Somente sua boca na minha, seu olhar no meu olhar, sua pele sobre a minha pele...
unidos um ao outro até o amanhecer e o entardecer.... Vem novamente o anoitecer,
tudo sem limites ou regras, variavelmente louco e longo prazer!



BELA AMANTE

Desertos cheio de areias...
Cada grão uma história .
De várias maneiras contar quão doce mel a provar
escorrido do seu céu, imaginando nas vertigens do sol
escaldante,das noites alucinadoras... Das tempestades do amar.
Verás acordada no seu próprio sonho, fantasias e os adornos de
que o amor proporcionarás.
Viagens farás e verás a doce cama cruzar o sete mares na vertigem
de uma mente marejada de sentir os olhos de tão bela amante que tem
no seu currículo a arte dos jogos de amar



DOCE JILÓ -AMARGO MEL

Paixão cáustica, bombástica!
Arrebatadora de ilusões.
Óptica menta, débil original...
Imaginária doença sem cura pela
medicina moderna...
Moderna loucura, loucura poética
de um louco apaixonado,
com um só endereço certo,
certo hospício do amor.
E assim me deixas atormentado, sem a tua candura ilusória...
Bravura essa minha de amar te tanto ,
mesmo nessa paixão da loucura total....
Doce jiló- amargo mel... Faca de dois gumes.



DIA SALUTAR

Areia fina...Mulher
teia no mar construída em cima
da tua jangada que jaz afundada
na beira da praia.
Em frente majestosa choupana,
que não me enganas, tu tens outra lá.
O desejo é o auto mar, desfrutar doce corpo, ter o sol como padrinho,
e como presente aquecer o
nosso ninho...E queimar sua pele filó.
E toda esperança não deixou o mar tragar...
guardo em meu vivo olhar,pois esta dor há de terminar.
Será quando estivermos sozinhos,
cercados por um mundo azul, tendo apenas alegres golfinhos
como damas de honra desta união que irá além mar...
Em pleno dia salutar.



INTOCADA

Tez morena praiana,
curtida na brisa salgada do mar,
ressaltando seus olhos verde musgo...
Corpo desnudo, carnudo
nos seus pontos cardeais, que exalam
o aroma da fruta fresca... Intocável!
Pronta a ser saciada do nobre e puro prazer.
Caminhas a passos certeiros, encantada pelos olhos
do teu explorador...
E com ansiedade, deitasse na pálida areia da orla marítima
abrindo seu céu para se perder no doce encanto do amor.
e tinge a pálida areia... Vermelho escarlate!
desvirginaste praia imaculada... Sobe a maré tão esperada
e leva para o mar a prova da virgem, casta e pura mulher...
Ó amada! Comparada à beleza e aos mistérios do mar...
Ó Maceió.



JUVENTUDE

A flor da juventude é assim:
olhos brilhantes, sorrisos constantes,
sem tempo para se preocupar, pois o verdadeiro
jovem ,por dentro ou por fora tem um mundo e desfrutar.
São rodeados de esperança verde ou amarelo madura.
O futuro é agora e viver toda adrenalina, mesmo que seja
para ficar a espera da paquera na esquina...
Sutil e inocente, desde que tenha uma educação decente, vinda de pais que não estiveram ausentes e foram bons espelhos a refletir.
Com certeza...A flor da juventude é bela e eterna e vive ao nosso dispor,
que vem de uma união divina de um homem e mulher quando lançam
sementes de amor... E faz nascer a esperança jovem....
Juventude!
Juventude...




POESIA DE CONCRETO

Poesia de concreto como é fria e assustadora,
deixa o homem feito uma calculadora.
Multiplica o trabalho, divide a felicidade,
soma a angústia e subtrai a saúde.
Paisagem fria, não é acolhedora...
Vejo homens infelizes na dor de um a vida amadora.
Carros apressados nós vemos, e o homem apressa sua vida
que é assustadora...Como a poesia de concreto.
Pessoas sufocam suas vidas, mas ao som de uma canção Oliviana
bate um coração e no fim desta melodia fica a ilusão e a poesia dura...
Poesia de concreto.



Guarapuã

Sentindo a hora de ir,
a saudade deixo vir.
Divino céu estrelado e
você sorrindo ao meu lado.
O ar é tão puro e perfeito,
estou deitado em seu leito.
O céu azul perante a manhã,
o astro rei a resplandecer...
Que convite pra ficar até o entardecer.
Rolam as águas nas pedras e produzem
um som infinito, sinto poesia nas veias
...Tudo isto é muito bonito.
Cana doce de colheita boa,
em uma terra fértil um coração
entoa e em verso um homem soa,
o belo amor de uma pessoa.




AMOR NATALINO

Estamos aqui e sabemos que não é um mero acaso,
vemos luzes por toda parte, é o amor emanado pelo espírito natalino.
Então deixem o entra-lo, pois o bem é permitido e bem vindo...
Afinal sempre vem através de um lindo olhar e jamais devemos medi-lo
ou escondê-lo... Deixem o entrar para fluir como a luz que encadeia nossos olhos.
Nada é por acaso, até por termos por perto o nosso bem querer....
Mesmo assim deixamos a luz se apagar. vamos vibrar o amor pleno, o amor infinito
...Mesmo na ausência, jamais estaremos perdido,
simplesmente limpo, claro e manso...Um livre amor sem fronteiras,
por tudo e todos eterno me abençoado.




AMOR AZUL

Azul é a cor!
Aquela que embeleza o teu sorriso,
mesmo ele já o sendo...
Azul anil um ser varonil,
azul bebê simplesmente você.
Azul marinho, que sedução.
Essa é a cor, e com ela escrevo seus versos.
Há de achar que o céu e o mar,
são a porção ideal pra te comparar ao
azul do meu bem querer, que é tão romântico por ti.
Ah!...Eterno amanhecer, sentir se eterno
em apenas ver você.
Vejo o mundo diferente, como no início.
E sendo tudo azul, azulado e amado...
Sem pecado, zelado por Deus, irá entender e estender
seu belo sorriso... Verdadeiramente azul.



LUZ FLORESCENTE

Transporte me para o futuro e vi você deitado sozinho
no nosso antigo e aconchegado ninho.
Grisalho e com marcas do tempo na sua linda face.
Não vi o belo sorriso em seus lábios, quisera você estar sonhando comigo,
dando meu doce e antigo abrigo...Que é seu braço forte amigo!
Espantei ao chegar mais perto do seu quente corpo, ouvi murmurar
meu nome sem cessar, escorriam lágrimas mornas em minha face,
pois tão perto, mas ausente por não me ver e tocar.
Me espantei novamente, vi uma luz florescente saindo do seu corpo
e logo em minha frente o seu lindo e brilhante olhar....
Vida é linda e perfeita!
Criada com o propósito de amar.



COMPANHEIRO

Te acompanharei até o anoitecer,
ficarei ao teu lado nas trevas noturnas,
pois meu sentimento por ti é puro
como um diamante lapidado através do tempo
através do teu puro e verdadeiro amor.
Te acompanharei até o amanhecer,
ainda quero mais é mais te conhecer,
pois o tempo é pouco e fico profundamente
louco longe do meu bem querer.
Te acompanharei até o crepúsculo
te desejando sem medo ou escrúpulo,
por não existir limites para amar,
apenas um extenso e colorido mar.
Te acompanharei até o infinito,
o outro mundo, Até a porta de algum lugar
proibido...Mas gritarei o teu nome,
esperarei de braços e coração abertos...
Para o eterno acompanhar.



AS MÃES

Mãe não sou talvez o que você sempre sonhou,
também não sou o que sempre quis... mas tendo debaixo
do céu estar e permanecer, para poder ser digno das vossas gerações,
pois se aqui mal quisto for...Diga lá em cima:
O que há de acontecer?
Enquanto o vento forte me impulsiona para trás,
luto desesperado para em pé permanecer.
Sei que às vezes não dou conta que sou amado,
porém a luta que travamos dentro de nós mesmos
faz com que não olhemos direito o que é tão sagrado.
Mãe não sou talvez o que sempre sonhou,
também digo que o sonho não acabou...
Afinal mesmo às vezes revoltado, com o amor quer emanas
fico desarmado e em minhas mãos aparecem flores
como eu fosse um ser encantado...
E esse encanto vem do seu ensino abençoado.



PRINCESINHA

Princesinha dos cachos dourados e olhar angelical,
protegida pelo seio materno.
Pele alva e acetinada, delicadamente amada
pelo progenitor com o ímpeto do seu amor.
O tempo passa e gera alegrias.
Expressar preciosa vida é uma imensa satisfação...
Para uma criança adorável, que em um futuro breve
será incomparável e amável filha, devido a sua meticulosa educação,
vinda de pais que traçam metas para ver sua princesa preparada pro mundo...
Relembrando infância doce e cheia de cores e de matizes
aonde fará um mundo claro e feliz.



CRIANÇA ATRAÇÃO

Um homem, duas mulheres e uma história,
cada conquista uma glória.
Sorrisos e brilhos no semblante,
uma delas infantil, com uma doce alegria pueril.
E com essa humilde homenagem descrevo a criança
que faz a felicidade de uma família de tradição.
Olhos azuis profundos como o mar, alegria radiante como os raios de sol,
sorriso alvo e belo como a lua cheia... Cabelos castanhos cor da terra paulista,
vivacidade na maneira infantil de ser, por onde ter que se espelhar.
Depois de tanto zelo, amabilidade e bem-estar...
No futuro deste fruto irão se orgulhar.



GABI

Gabi...Gabrielle
despontou como flor, gerada de um firme amor.
De um homem e uma doce mulher que toda vida lutaram
pra construir um mundo luminoso e dedicado.
Dorme calmamente em um berçário cheiroso,
como a flor que brotou e cresceu em dois corações.
E vieste de presente do céu, junto às boas emoções...
Alegria, vida e satisfação...De ter no lar uma criança-união,
que o pai do céu agraciou com sua divina mão.



OLHAR INFANTIL

Nada como não ter nada ou como ter tudo...
Tudo na cabecinha é alegria:
Música, figuras e guloseimas.
Olhar infantil e curioso,
ao redor amores e cuidados para um ser
tão pequeno.
Pro futuro o que desejar?
Uma bela vida e um lar luminoso,
que com certeza Deus lhe concederá,
por ser um pai amoroso.



FAMÍLIA

Família!...
Festanças e cobranças, choro de criança.
Lembranças nas fotografias e nos finais de semana só alegrias.
Observações dos avós e tios e reuniões todo sagrado mês,
por ter uma família que comemora nascimentos de janeiro a dezembro,
havendo sempre um dia festeiro, por ter nascido bebês o ano inteiro.
D a barriga ao colo sempre uma passagem bonita, para os pais uma glória...
Para os tios sempre uma bela história.
E nascendo, crescendo, as raízes se desenvolvendo, os frutos amadurecendo,
nasce um novo dia sempre que nos dará a total certeza...
Sempre brotará a semente da alegria que nasce de belos frutos.




VIRTUDE

Na simplicidade de ser mil maneiras de escrever,
se sincero é uma virtude que todos deveriam ter.
Mas o mundo gira e o homem também,
e a vida nos ensina que a verdade deve prevalecer.



VIDA DE ARTISTA

Dançamos pra vida , batemos pandeiro,
até para ganhar dinheiro.
Nos vestimos desde que tenhamos um ganho,
passando um sonho e ganhando o pão...
Tudo termina assim uma doce ilusão,
mas vivos e alegres, levando uma pura emoção...
Dança, canto , encenação e poesia,
enfim tudo na mais bela intenção.



DÍVIDAS

Muitos se esquecem dom passado,
mas ele sempre nos ronda... Não é
uma noite de sono ou o eterno
que irá apagá-lo de nossas mentes ou livrar de pagar nossas dividas.
Por isto pense bem antes de prejudicar alguém.



PERFEIÇÃO

Como infinitas estrelas no céu...Infinitos sentimentos em nós.
Como estrelas se apagam no céu...Sentimentos se apagam dentro de nós.
E desta morte vem o amadurecimento.
Tolo aquele que não tem a consciência de reunir todos os infinitos,
assim sofrem, porque morremos e nascemos a cada fração de segundos...
Até a divina perfeição.


IMAGINAÇÃO

Voa...
Voa minha imaginação,
e viajo ao país da ilusão,
encontro uma torrente de paixões.
Crio um mundo de mentiras e
destruo o verdadeiro...Só assim
sobrevivo,
aos caos da fatalidade.