segunda-feira, 28 de junho de 2010

CIDADE DE ITAJAÍ

BICO DO PAPAGAIO



Meus pés pisaram o teu solo,
os pulmões encheram-se de alegria.
No ar certo saudosismo,
talvez devido ao meu sangue aportuguesado.
O olhar da alma, por fim, foi iluminado.

Grandemente como o mar, sentimos desde o teu porto
ao teu rio que corre entre as pedras que originou o seu nome  Itajaí...
Desde que pisaram o teu solo, este  foi amado!
Cidade plana contrastada pelo curioso
Morro da Cruz, onde vê se pelo mirante...
O encontro do Itajaí-Açu
ao esplendoroso Atlântico Sul...
Onde se encontram e se beijam
como dois jovens apaixonados.

É atraente e sempre crescendo
como os teus  que vão amadurecendo...
Que corra feito teu rio!...
Que pedra nenhuma interfira no teu curso,
para erguê-la sempre mais e mais,
onde só o grande mar  descansa
no teu precioso colo.


Nenhum comentário: