quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

O JOVEM GATO MISTERIOSO



O GATO MISTERIOSO


Ele apareceu do nada e entrou na vida de um casal de velhinhos e um jovem senhor, sem mais ou menos. E o jovem gato foi conquistando as pessoas da casa, mas como todo gato de rua o seu instinto era mundano, sendo assim difícil domá-lo; a senhorinha dona da casa tentou domesticá-lo, ela foi persistente e quase paciente, onde armava a cama do felino na sala e tentava com que ele ficasse acomodado naquele local durante a noite, mas sempre saia da sua cama feita e ia para onde bem entendia e queria, ele preferia o sofá ou mesmo o pé da cama onde ela dormia, quando não ia passear na rua.
O senhor velhinho aparentemente nem ligava para o felino, pois desde sua fase jovem nunca tinha sido fã de gatos, mas sim de passarinhos e galos.
O jovem gato misterioso era virado no Saci, certo feito uma das filhas ao visitar a senhora foi brincar com o felino, ela fez algo que ele não gostou, o gato revidou com cambalhotas mirabolantes no meio da sala e a atacou seu pezinho de anjo, ela soltou um grito e o gato de debandou. Ele se mostrou bem em se defender, pelo menos com a espécie humana.
 O jovem senhor boêmio, às vezes ficava até altas horas na sala assistindo filmes e foi observando o comportamento noturno do gatuno.
O gato vivia explorando a vizinhança, certa madrugada se deparou com um gato maior e mais velho, um gato mestiço Persa e Angorá; este tinha uma cor acinzentada. Ele inocente deixou o gato mestiço se aproximar e para seu espanto o gato estranho tentou bater nele. O jovem senhor já estava o chamava pela janela, pensando já num possível ataque do mais velho, mas o independente e sem noção por pouco quase foi nocauteado pelo gato velho. E todos escutaram no meio da madrugada um grito felino desesperado; ele deu  uma corrida para dentro da garagem e um salto da janela para o interior da sala; com os olhos espantados ficou encima do sofá,demonstrando medo e olhando para trás pra ver se não tinha sido seguido pelo velho gato, depois de minutos foi beber água , se deitou e dormiu.
No dia seguinte o jovem senhor ficou novamente observando seu comportamento, ela saiu para sua ronda noturna, mas dessa vez com mais cautela.
O jovem senhor tinha a mania de quando ele pulava por cima dele e ficava na janela, ele puxava sua cauda levemente, orelha e o acariciava para demonstrar lhe carinho. O gato logo em seguida ia dar suas voltas.
O jovem senhor há tempos ia sendo acometido de umas dores do lado esquerdo da barriga, como uma cólica de rins ou vesícula, pois uma pedrinha neste pequeno órgão dá reflexo em várias partes do corpo. Um dos tratamentos que ele fez antes do gato aparecer foi ficar um mês de cama colocando toalhas molhadas frias onde a dor se localizava, fez um regime de água, frutas, verduras e biscoitos. Além de uma meditação e conversas com o cosmos, Deus, anjos e tudo que vinha em mente e no coração. A dor maior
desapareceu, mas essa dor uma vez ou outra lhe incomodava.
O jovem gato tinha uma cor de casca de cebola, um belo pelo e uma cara de bom menino, era semelhante a um gatinho que no passado o jovem senhor ganhou quando era criança, mas seu pai não permitiu ficar com o bichano e assim o desfez.
A estadia do jovem gato durou pouco na casa, mas ele parecia o dono do pedaço, andar e olhar altivo e cheio de pompas. Certa noite o gato antes de pular na janela mudou seu percurso, pois antes de ir para suas andanças ele saltava por cima do jovem senhor. Mas naquele dia ele pulou levemente e ficou deitado por uns minutos na barriga do homem, onde este sentiu o calor do seu corpo pequeno, naquela noite o jovem senhor sentia dores no seu corpo. Em breve o gato se debandou para a rua, o jovem senhor pensou, ele não vai mais aparecer, pensou com a intuição, e assim foi de fato.
Passou-se um dia, dois, três... E nada do gato aparecer, a velhinha até sentiu saudades e se chateou pelo seu sumiço.
A vizinha que morava ao lado disse que o gato apareceu sem vida no seu quintal, a tristeza foi geral, uns diziam que o gato veio apenas para curar a dor do jovem senhor, outros que algum ser da espécie humana malvada o envenenou, mas só quem já teve uma experiência desse gênero saberá dizer de fato qual o motivo da aparição do gato misterioso, talvez foi enviado por um grande irmão espiritual.Mistério que nunca saberemos.


UM DOS CONTOS DO LIVRO: CONTOS CURIOSOS - SITE DE VENDA EDITORA MULTIFOCO E LIVRARIA CULTURA.




Nenhum comentário: