sábado, 29 de agosto de 2015

51 ANOS DE VIDA -33 ANOS DE POESIAS







Minha coleção de poesias dos 18 aos 51 anos, em três volumes.
Quase uma despedida da poesia. Me envolvendo num projeto longo e de muita dedicação.Nunca imaginei que ia chegar aqui. O livro abre portas.Eu sinto necessidade de me espiritualizar mais, de me doar mais em meio aos jovens. Aproveitar o máximo a oportunidade que surgiu num novo projeto.


 O primeiro livro falo de amor carnal, passional e fraterno; o segundo livro temas variados e gostosos, amigos, amimais,a vida e etc e tal; o terceiro livro a dor que nós poetas sentimos em relação a injustiças e males da vida,o sacro ofício que nos foi dado por Deus,mas é de um forma diferenciada e nova.

O LIVRO SE ENCONTRA NO: www.clubedeautores.com.br

Digite o nome do livro ou Mário Amâncio Azevedo

33 anos de poesia, acho lindo esse número, os 50 também , redondo e vividos,
mas o sonho não acabou...Rumo ao selo de vida!



Não se ganha dinheiro com a pura poesia,
mas se conquista um mundo!
Afinal como já pronunciado:
A poesia não tem preço, mas sim, um valor inestimável!
Esse mundo poético é mágico,
é eterno na memória de quem fica.

Vida e sobre a vida... Sobrevida
Liberdade poética, semideus das letras.
Sentimentos!
A não ser que venha um grande mecenas ou anjo de luz,
que socorra e impeça o vil,o invejoso
e venenoso ser que ronda a rir de nós poetas,
onde este vivi a nos tentar a fazer desistir do nosso sacro ofício.
Como em toda história fantasiosa, sempre temos nossos vilões.

A poesia da alma abre portas,
desvia de caminhos tortuosos,
elucida e sustenta a fios...
Enfim floreia e colore os mundos.





Dedicado a : Sibele Braga

Nenhum comentário: