sexta-feira, 2 de maio de 2014

OS DEZ POEMAS MAIS ACESSADOS


CAMINHO AO PÉ DE MILHO


Caminho ao pé de milho, 
estrada de ferro,
rebento certo...Mãe natureza divina...
Não mais que cinquenta centímetros de vida,
o cavalo de ferro ceifa qualquer rebeldia...
De dia e noite ao longe se escuta o som
majestoso e impiedoso...
Os mini milhos tremem na passagem dos pesados vagões,
mas nunca deixam de brilharem ao sol...
Afinal enquanto há chuva,luz e ar...
Levantam seus caules e folhas até na mais bela noite de luar...
Mini espigas ao lado do trilho
o rio Vermelho a ecoar, cachorros a ladrar!...

Ironia do destino o semeador  é o próprio trem
que ao passar na estrada deixa cair desapercebido
os grãos dourados que se firmam e brotam na estrada...
Estrada de ferro que alimentam a população e as 
aves cinzas gigantes que saem em revoada
ao escutar os peões a trotar ou andar...
Quando se alimentam do que lhe foi dado de graça,
como a a natureza que quando  o homem fica em sintonia
tudo vai bem, muito bem...Sem fome ou guerra.


MARÍLIA DE DIRCEU

Por onde quer que vá
sempre haverá um começo e um fim.
Explosões solares, na mente e nas mãos.
Olhares finitos e infinitos...
Horizontes sem linhas,um andar em circulo,
um andar ócio e sem fim...
Uma mente torpe e um
 coração voluptuoso vagabundo...
Um gira mundo!
Um inquietante ser sem terra e posse...
Afinal nada nos pertence
a não ser a história e a glória de não ter e de ser.
Um caçador de tesouros infindáveis,onde gera o desconforto
e o conforto da suntuosidade de ser...
Onde trai os sentimentos e interpreta o grande ator e atriz,
nega e confirma seu amor próprio,
de outrem e do que esperou.
Por onde quer que vá...
Sempre haverá mais um
pra substituir,pra levantar a bandeira...
Cair na vida e viver de bobeiras,
onde num final que nunca será final...
Suspirar e ainda sonhar em ser recebido nos braços do irreal,
como os de Marília que tanto sonhou com os de Dirceu.


O POETA MORTO

Ele clamava
dentro de um corpo de homem
por seu próprio sepultamento.
Ressuscite ou enterre-o!
Não o deixe em estado pútrido...
A mercê dos abutres do capitalismo selvagem,
aonde atravessam impetuosamente o seu coração.
O poeta estava morto dentro da sua própria terra natal...
Assim de nada serve, nada ilustra ou elucida!
Também nada gera,
 pois vive fora de onde vivia a sonhar...
Morto! Onde várias vezes estivera.
O poeta desejava o conforto da mãe-natureza,
o sussurro da mãe-terra que gera
o amor...A vida!
Entre os morros, as igrejas,
a arte barroca, o céu límpido ou encoberto...
Ele entoaria o seu clamor,
embalado no berço dos grandes mestres e
inconfidentes,onde a terra geral gera.
Ó! Ilusionista e sonhador, entre drogas legalizadas e
fracassos, abala o seu corpo, anestesia a sua mente.
Então corra!...
Corra como um cavalo livre entre os vales e
montanhas, sentindo o cheiro da mais pura poesia
como o mais saboroso e inigualável pão de queijo mineiro,
onde o prazer é bendito...
Cabendo até como um último
suspiro ou beijo...
Ressuscita...Ó poeta
para seu novo despertar


PROFECIA DITA - LA PROFECIA CUMPRIDA


Quem te disse inocente e rebelde criança
que um sorriso,uma capa aparentemente limpa e bem desenhada
 é sinônimo de seriedade, honestidade
bondade, caridade e justiça?
Quem te disse que aquele que diz estar do seu lado por melhorias 
e crescimentos de vida e que agrega o seus amados
com a fala macia ou até firme e contundente,
seja  a solução para os problemas do mundo e a favor do mundo...
Que aquele homem que queria mudar o sistema  não trairá
  a todos por um punhado de dinheiro e poder como um Judas Iscariotes, 
Marcus Junius  Brutus ou Silvério dos Reis.
 Ninguém sabe o que se esconde
atrás de um corpo físico com uma estampa fina ou atrás de um olhar
aparentemente cheios de boas intenções e promessas.

Já  perguntou  a si mesmo
quem está atrás do seus intentos?
Quem te disse que seu valor cabe dentro de uma caixa,
dentro de um envelope com migalhas
pra comer indevidamente o pão e o vinho...
 Morrer sem conhecimentos visíveis, invisíveis e palpáveis ...
Se ao menos sair de onde vive uma vez por ano,
e nem da mente ,pois lhe mentem...
Veja  e absorva o mundo paradisíaco e não o caos
onde vive e pensa que é vida, pois te deram migalhas
e te colocaram vendas de alegrias passageiras...

Quem te ensinou que além do pouco que ganha tem
que dar uma porção do tão pouco
e ainda esperar após a morte uma vida digna e justa
como num paraíso...
Se  tiver um pouco de senso
o paraíso é aqui e qualquer lugar que pise...
Desde que viva a realidade nua e crua sem vendas
e alienação ou fanatismos religiosos ou qualquer outros dogmas.
Quem te disse que o que vê é real?
Que alguém se importa com seu suor e desgaste físico e psicológico,
veja por si próprio o que fazem com seu trabalho árduo e o que lhe
tiram  disfarçadamente do que possui.
Quem pode mais chora mais e ri nas piscinas de dinheiro,
junto as levianas burguesas do reinado da festa da uva,
onde o povo se mata nas comunidades 
um ao outro, e até se  comem vivo ou morto 
e até os pretorianos de boas intenções em linha de fogo.

Desfiles de brilhantes...
Ostentações,
confortável pra ti?
Sugam o sangue e pisam o suor alheio...
Quem não se vende no poder supremo?
Quem não se trai?
Quem traça o destino?
Se for o homem... 
Um dia a lei da causa e efeito fará efeito.
Profecia dita ...Profecia cumprida.
Se um dia acha que será bem recebido após essa vida
como aqueles que estavam ao seu lado
ostentando luxo e glamour...
Ledo engano!
Os esfarrapados de mente e espíritos que criou em
terra lhe esperarão de braços abertos...
Para seu tormento eterno.
Esse será seu inferno pessoal,
sua recompensa eterna e de bom tamanho.



SOMENTE O MURMURIO DO MAR

Hoje não queremos ouvir vozes humanas,

somente o murmúrio do mar...
Sentaremos em uma pedra milenar,
esqueceremos as feridas do passado
e por segundos a vida presente.

O mar:

Alimenta o corpo,
dá felicidade a alma,
Prazeroso quando as famílias se banham e 
se douram nas suas margens...
 Misterioso quando mergulhamos
em suas profundezas,onde vivem infinitos seres,
desvendamos assim suas riquezas que estão em conexão a Terra.

O Amar...

Alimenta o espírito,
dá alegria a alma,tristezas quando  alguns
bons sentimentos se perdem nas viagens mentais
dos seres amados...
Prazeroso quando vivido intensamente livre e preso
num quarto fechado, com a mente e coração libertos.

Hoje vemos o mar como companheiro,

amanhã a terra, no futuro o céu...
Outros planos nos esperam,
mas em nossas lembranças ficarão
os seres amados inesquecivelmente...
Onde a grandeza do mar e do amar assemelhasse
ao amor vivido...
Onde nunca caberão numa folha de  papel.


NAQUELE TEMPO AS FLORES


As flores eram mais vermelhas nos tempos de outrora,
um coração pulsava mais e  batia descompassado
como não houvesse um fim...
Suspiros eram constantes ao sentir a doce presença,
o sol brilhava diferente naqueles dias,
as semanas eram longas onde sofríamos anseios
 por inesquecíveis fins de semana...
As músicas encantavam como o voo
das borboletas sem pressas e inocentes
nos jardins...
A inocência se despedindo e com a descoberta do proibido
parecia que se ganhava um mundo...
Inocente paixão e daquele sentimento
que mal conhecíamos...
Era o amor que vinha desvirginando a mente
e nossos corpos, sem pecados e culpas,
pois eramos dois no mundo,
pois nada mais existia...
Apenas a música e nossas peles,
 nossos instrumentos...
Pois mais nada ali era necessário.


MANHAS DE SETEMBRO VIRTUAL


Talvez me transformei em
algo frio e distante como na canção
Manhãs de setembro.
Um ser indiferente a vida e a morte-coma,
induzida por sentimentos inertes, 
devido aos desgastes do dia a dia.

Talvez feliz numa solidão onde se
 despontou flores nesta linda estação colorida,
mas fechado através de um muro próprio da indiferença humana,
dentro de uma cúpula auto se defendendo  de
 rupturas de sentimentos antigos, sem grandes valores a dois...
 Friamente esquecido 
como alguém que não saiu nas belas manhãs de setembro...

Talvez nem me guardei devidamente, 
apenas fisicamente,
me expondo o interior e demente,
sendo o reverso do refrão da canção,
obviamente sem querer ver
ou sentir uma verdadeira  aventura.

Aí surge você como um poliglota no amor,
 uma estrela perfeita e brilhante,
algo equilibrado...Ser cativante.

Levanto os olhos cansados
que brilham pela luz que emana...
Onde se apaga rapidamente como
a queda da rede.
...Manhãs de setembro virtual.




FRAGMENTOS

Faz parte brilhar
 feito uma estrela na constelação,
 num céu de inverno...
Ser fosco, sem brilho e 
ser pego no colo por um anjo bom...
Reacendendo assim a  chama da vida.

Faz parte
 descansar o espírito,
ser julgado em vida e na morte,
por quem nem te conhece por inteiro,
apenas seus fragmentos.

Faz parte o amor se afastar,
se acabar como um gelo no solo dum verão,
Pois tudo se finda um dia,
mas o que é verdadeiro e d'alma
se renova no fogo, na água ,no ar e na terra,
semelhante ao gelo que liquidificasse...
onde o líquido se transforma em vapor,
ganhando neste estado de transformação o céu.



CREIO

Creio num paraíso perfeito,na boa índole e num coração
de bondade e o homem redimido pela fé e arrependimento
de  seus pecados físicos, ditos e pensados...
Através de pessoas iluminadas e  ensinamentos de boa conduta e exemplo
de quem está no poder ou de quem não tem poder algum, apenas o poder
da humildade e beleza de ser o amor.
Creio num Deus perfeito que emana  compaixão e misericórdia, onde preparou
uma morada para cada filho seu...Que o universo é infinito como sua bondade
e a maldade do homem será freada pelo seu próprio bem e quem sofreu injustiças e
martírios estará de antemão fora desse inferno que o próprio homem cria e aceita.
Creio que debaixo do sol tudo é vaidade,que o sol e a chuva são para todos...
Porém aquele que impedir do seu irmão e semelhante de viver dignamente será cobrado
pela sua ganância e má conduta.
De quem tira dos pobres, engana e ilude,estará para receber na mesma moeda seu feito,
não por castigo de Deus, mas pelo seu merecimento e por justiça divina,
colhendo o que plantou...Pois a vida aqui é passageira,
mas quem dirá fora daqui?
Creio nas crianças, animais e dependentes físicos bem cuidados e direcionados...
De ajudas espirituais e, quem sofre injustamente será respeitado e amado mundo afora universalmente.
Quem fere a ferro será ferido, caindo no seu próprio instrumento do mal,mas acredito que há ainda homens dobem e para o bem.Que anjos existem e que na hora
do perigo eles nos protegem e intercedem por nos...
Deste que tenhamos fé e nos conectemos 

com a força suprema nem que seja até na hora de partir.
Que o mal há de acabar, pois ninguém passa impune
de seus feitos aqui na Terra ou em outras vidas,
pois Deus é perfeição e justiça, onde a própria natureza
se incube de mostrar sua sentença,basta o homem estar a perceber,
a querer o bem e ser o bem...E que saiba que não estamos sozinhos nunca,
pois tudo nos será cobrado devidamente...
Aqui ou em outra dimensão.






MINHA AMIGA ETERNA

Sinto um vazio físico 
em minha vida com sua viagem fugás,
nunca esquecerei seus conselhos amigos e do apoio moral com sua  
imensa sinceridade ,onde  me respeitava como o ser humano que sou,
 sua aceitação e vibração por meu progresso e autodefesa, muitas
vezes ergueu minha cabeça, sua filosofia de vida e sabedoria me deu alicerce.
Sinto profundamente em não vê-la partir, mas guardo na memória,
uma mulher trabalhadora, cheio de sonhos e energia de vida...Guardo também
o seu  sorriso e até sua expressão triste, mas sempre confiante num dia melhor.
Ainda é muito cedo amiga pra saber onde está e como estás, 
mas sei que Deus com sua infinita bondade olhara seu coração e 
atitudes que tomou na vida e não seu lindo batom vermelho intenso, 
 seus cabelos coloridos, sua roupa simples ,mas moderna e diferenciada
 como sempre gostou de usar e se expressar.
Cheguei a te procurar , mas diziam que não queria receber visitas, 
achei que com todo sua fortaleza
iria sair  ilesa, mas Deus tinha planos melhores pra você. 
A liberdade , às vezes é nossa melhor recompensa , 
espero no fundo do meu âmago
que seu voo foi suave, morno e reconfortante 
nos braços de quem a recebeu.
Amiga valorosa e tenaz, 
em vida  nunca a esquecerei e 
sempre vou senti-la viva em meu coração,
 pois seu trabalho não foi em vão.




QUIÇÁ GRANDIOSO MESTRE

Quiçá... Rocha  do saber literário, 
gramatical, musical;
entre na minha mente rocha
seus nobres  conhecimentos e ensinamentos...
Dons não lhe faltam pra elucidar  sua aula e lousa,
aonde o giz percorre e sua vóz ecoa
 nas quatros paredes do profundo
saber linguístico, cheios de regras,
porém, em conjunto da força e vitalidade ambígua:
A massa... Encefálica nobre.
Quiçá... A língua
me torne realmente lembrado pela superação; 
mas  minha sensibilidade poética, minha imaginação fértil,
me faz caminhar envolto ao desembaraçado mundo gramatical...
Vindo do Sul.
Quiçá...
Grandioso mestre e talentoso músico seja  minha inspiração
para adentrar essa quiçaça minha  de poucas regras da língua portuguesa;
 Que é semelhante a minha desregrada vida boemia.
Vejo um filosofo virtual encarnado, uma fonte inspiradora mitológica.
Quiçá...
 Mudo toda minha forma expressiva de ver, escrever, falar...
Menos o sentir, pois sentimentos não mudam, apenas melhoro.
 Se um dia alcançar a nobre terra gaúcha através da minha alma,
 coração,espírito...
Esticarei meu braço,
abrirei minha sincera mão
 para parabenizar este ser
que artisticamente escreve  no quadro do saber.
Quiçá Grandioso Mestre.



Nenhum comentário: