sexta-feira, 22 de maio de 2015

LUANA FERREIRA NA POESIA




Luana quando caminha, 
as estrelas caem por terra,

seu olhar brilha feito tal, 
sua boca sensual... 
Dela saem pétalas de simpatia...
A voz mansa nos irradia!
Feito menina, feito fera mulher...
Que na multidão marca presença,
deixa seu rastro, encanto...
Sua beldade e identidade.
Que quando longe, 
nos causa saudades...
Saudades.

Nenhum comentário: