terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

POEMAS DE AMOR


 

AMOR É FÉ REMOVEM MONTANHAS

Dizem que amar é renunciar a si mesmo,
sofrer calado, esperar com o coração apertado.
De mãe-pai, amigo-irmão, conjugue-amante.
Amar talvez seja com os gestos mais simples e
nas loucuras mais ousadas
demonstrar que estamos presentes!
Velando e enviando como podemos os bons fluídos,
através da matéria e do espírito,
demonstrando que ninguém
é tão só ou rodeado de prazeres,
mas vivemos verdadeiramente
quando amamos.
Amar entra sutilmente nos sonhos,
nas realidades e nas cumplicidades dos atos.
Quem ama às vezes perde a razão do juízo?
Não, isto é paixão... Amor é doação, liberdade e
compaixão , respeito. Ele é realmente incondicional.
...Dá a cura e não fere.
Amar é descrever os seres amados ao vento,
mentalizar, martelar os pensamentos no que
almejamos de melhor para alguns seres especiais...
Aqueles que cruzaram os nossos caminhos e não
esperavam nada físico e foram presenteados com um
sorriso de um ser-criança e sorriram como um
Ser-criança.

Amar é fazer vigília, dormir e acordar fora de hora,
andar na corda bamba, estudar o que nos espera...
Olhar em frente, erguer a cabeça, deixando se levar
por esse gostoso sentimento.
Reluzir a alma brilhando os olhos,
sorver do néctar por amar e ser amado...
Olhar para o poço caso algum ser querido esteja caído,
suspirar profundamente mesmo que doa o peito...
Mas nunca deixar este ser amado,
por acreditar na sua ressurreição,
afinal com o amor e fé removeram montanhas.







2

AMOR , AMAR

Amor uma palavra
um sentido,
um doce acalanto
para dormir nas noites de encanto.
No inverno um manto,pois o restante do pano
são teus braços quentes nesta estação de amor.
Amor...
Gotas de água do céu,
gotas de orvalho do céu,
gotas de lágrimas dum olhar...
Quando distante deste sentimento,
que vivemos a esperar.
Mas, a certeza da grande emoção,
vinda deste sentimento cheio de
explosão.

Amor dormindo,
olhar sorrindo...
para o ser do desejo,
mesmo inerte neste amar,
mas sinto que em teu sonhos
o meu corpo e rosto,tu estás à fantasiar.
E nesta espera longa ou curta
vivemos a esperar para o despertar...
De um eterno sonho no olhar,
de uma eterna realidade a mostrar,
mas viver com este sentimento
morno... quente...Ou fervente.
E sem nada cobrar
deste teu sóbrio repousar,
pois teus olhos acordados
ou não, se vê,
o verdadeiro
amar.







3

SEM ECLIPSES OCULTOS

Não beijarias tua face se não permitisse,
não envolverias o teu corpo num abraço caso não pedisse,
não participarias da tua vida,respiraria o mesmo ar,
pensaria em te amar, se teus olhos não necessitassem.
Mesmo assim partes!...
Quando certo dia olhares para trás,
verás os canteiros onde flores pisaste.
Quando em meio a espinhos,
ferido lembrará dos belos jardins...
Em vão será, pois tuas pisadas foram
do mesmo peso de pequenas pedras ,
onde juntas formam um grande seixo,
onde a vida se esvazia aos poucos
sem perceberes o por que?
Tu mesmo poderás se erguer
com as boas lembranças daqueles que um dia abandonastes.
Mas sempre haverá um botão de flor a esperar...
No jardim família – No jardim amizade,
No jardim amor - No jardim fé.
E nesta tua dura caminhada de difícil volta,
de famílias estranhas, amigos ilusões,
amores estranhos...
Terás chances de voltar e encontrar os verdadeiros amores,
alimentados por lembranças do belo ser que eras,
e com fé voltaras...
Brilhando os verídicos sois e as verídicas luas,
sem eclipses ocultos.







4

O NOBRE AMOR

Eu só quero
nesta noite recostar no teu peito,
vibrar todo sentimento
e aquecer meu ser em
tua alma para de frio não padecer.
Quero meu coração acalmar
e tranquilo amar,
despejando a doçura
em um belo exemplar de vida...
Que é  você elo preciso.
Dividir o ar que respiro,
a penumbra que me cerca,
a luz que me ilumina
e extasiado viver,
por sentir mais  ainda
a luz ao unirmos nossos corações.
Viver e reviver de amores
para nunca mais fenecer...
Pois sozinhos
somos como planta sem luz e água .
Quero dividir as ilusões,
os anseios e os sonhos
possíveis e quiméricos.
Ficar adocicado com o teu carinho,
dormir e quando abrir os olhos, sorrir
com tão preciosa vida ao lado...
Se perder-achado, não querer quase mais nada,
por ter obtido
uma das maiores riquezas existentes,
o nobre amor de um nobre ser.



5

UNIDOS ATRAVÉS DO CÉU, TERRA E MAR.


Não quero
profanar sua boca,
quero um toque preciso no beijar,
concedido pelo seu próprio querer.
Não quero somente caminhar embaixo
de um chão de estrelas,
ficar rodeado de vaga-lumes reluzentes
e grilos cantantes
quebrando o silêncio da noite
em conjunto do murmúrio do mar cativante...
Quero este paraíso guardado dentro
dos nossos corações.
Não quero tocar seu corpo na noite quente,
quero-o repleto de desejos e sonhos crescentes,
como um navegante da paixão.
Não quero tocá-la superficialmente
quero-a de dentro pra fora, para que se um dia
tiver de ir embora não sofrer por profaná-la.
Imaculada deusa do mar verdejante,
no caminho das laranjeiras,
quero seu sorriso no olhar,
não só em seus belos seios
e lábios te encantar.
Quero sentir a dor de estar distante
E quando juntos,
o gozo de estarmos como antes...
Unidos através do céu ,terra e mar.




6

SER ANJO

Cante baixinho para espantar sua
tristeza,
olhe a beleza das flores no caminho e sua total delicadeza.
Sinta os contraste das matas, céus e mares,
em suas tão variadas cores...Onde há vida certa.
Observe teus olhos  esperança,
refletindo os verdadeiros amores,
onde sua meninice não se perde em meio aos lobos,
cordeiros e atores.
Da sua boca-coração saem lamentações,
pedindo um mundo de atos perfeitos, uma sociedade justa...
Mas vive em meio a sentimentos não confessos.
Voa inocente ser!...
Voa com os sentimentos mais nobres e profundos,
com os seus cabelos brilhantes ao vento,
sinta a liberdade de um novo mundo,
com a brancura e sua forma mais bela,
com a alma e espírito entoe suas mais sinceras palavras
semelhante a mais rara tela...
Pois o vento encarrega onde as deve pousar.
E se a lugar onde possa descansar,
que seja num coração regrado de amizade e integridade,
onde o amor floresce com tão nobre e belo ser,
e o desafeto fenece com sua entrega...
Onde construa um mundo luminoso.






7

AMO

Amo.
Pois existes,
feliz tê-la aos olhos
e quando vens até minha casa
espiritual,através dos poros...
Amo, pois existes.

Amo.
Por ouvir tua voz tranquila...
E quando entoada feita trovão.
Aonde a primeira me acalma
e a outra desperta um vulcão adormecido,
onde grito,me altero e quase desespero...
mas quando vira as costas e caminhas,
lembro do teu sorriso e me acalmo.


Amo.
Quando fria ou debochada,
quando criança birrenta querendo
vinganças em atos ou palavras,
mas ,o amor e ódio,
são reversos da mesma medalha.

Amo...
De dia e de noite,
quando dormes
pois sou livre de corpo e alma...
e sentimento não se encarcera.
Talvez se disfarça ou omite-se...
Protegendo este amor.

Amo...
Por tê-la e vê-la, mas não
como objeto de desejo
sentindo-a como a perfeição...
Reconhecendo teus traços de caráter falhos,
sabendo que só o tempo, através do fogo,
água e vento irão moldá-la...
Pois na terra tudo se finda,
e se renova.
Amo...
Quando sinto teus olhos expressivos,
quando vejo o teu melhor, mesmo em
meio a falhas inconcebíveis,
quando a vejo quase derrotada e
feito magia levanta-se como
nada a abalasse.

Amo...
Quando acredito e tenho fé em ti,
achando que sempre poderá
dar de si o melhor...
Obtendo com toda paciência,
sinceridade , vivacidade e dedicação,
perfeições imprescindíveis...
Pois só assim se constrói um mundo
sólido ,onde tempestades não destruirão
os teus feitos...
Onde lembrarão de um grande-ser,
onde a elegância , a determinação e
sabedoria marcará teus melhores passos.





8

DENTRO DE TODOS OS CRAVOS


Dentro de todos
os cravos você tem a beleza
mais rara e profundamente
adorável de registrar...
Não só pela formosura ou magnetismo interior,
também quando se expressa ao mundo com a
luz natural ou dos pequenos holofotes
que o rodeia,
onde seu contorno o absorve feito uma bela é
única cena paisagista de Catarina...
Dentro de todos os cravos você
provavelmente seja o mais notado,
não somente pela formosura e magnetismo pessoal,
também pela simplicidade de ser um dos mais belos seres...
Onde quem o vê e o senti, não o esquece pela
notável forma de ser entre todos .
E sentindo um momento triste na vida,
refletimos que o belo não foi somente feito ao acaso,
mas feito para até desencantar uma má emoção.
Ornamentando o planto de quem
chora seu pesar para um fugaz alegrar...
Por minutos desde o encanto de seu encanto,
que os anjos te presenteiem mais...
Pela nobre dádiva que irradia no meio do concreto,
onde ilumine os rostos sem espelhos e as almas
cansadas da batalha do dia-a-dia.





9


COMPAIXÃO E O AMOR

Quando
o amor padecia
de frio, fome e sede...
A compaixão cheia de caridade
o tratou como podia e talvez nem devia.
Com o tempo
o amor recuperado a observava,
mas inexplicavelmente a desconfiança
sorrateiramente entrou pela porta ,
e soprou ao amor que poderia ter sido acolhido
por um certo interesse da compaixão.
Afinal...
quem não gostaria de ter o amor por companheiro,
todos vivem e sonham com sua perpétua existência.

A compaixão
ao perceber os maus pensamentos...
Entristeceu , chorou suas mágoas
e doída pelo que o amor proporcionou, adoeceu.
Magicamente um novo personagem
em forma de luz apareceu...era
o companheirismo,
logo a compaixão não tinha forças
para sair no frio,na chuva e na solidão da noite.
O amor
a olhava e esforçavas para compreendê-la...
Até que um dia, juntos, sem sentimentos contrários,
viram o nascer do sol , e os dois se fundiram num só corpo,
como os raios solares que vinham tingindo e incorporando
o grande mar de dourado...
Como o ouro do amor e o calor da compaixão.





10

O AMOR


Insistimos em tentar
entender a distância e o espaço,
rotular os sentimentos e desejos,
em tentar entender o amor.
O amor não tem espaço,
distância , nem tempo,
nem muito menos um preço,
mas sim um valor inestimável!
Ele flui nas dimensões mais extraordinárias,
envolvendo cada ser
a um modo e intensidade diferente.
Essa  luz e energia é alimento essencial
 O amor
Flutua nos sentimentos mais
carnais e nos mais galáxiais.
Percorre entranhas e
povoa os sentimentos.
Ruboriza e dá palidez à tez,
deixa os pés firmes no solo e nos lança pro céu
e nos faz flutuar,
mas de nada vale se não é canalizado
para o ser amado , se é desperdiçado
com os encontros e desencontros da vida
e com as armadilhas que a mente cria.
Mas a verdade é clara...
Amo!
Em todo tempo e espaço,
em todas as distâncias e dimensões,
onde nem o grande muro
irá apagar tais nobres sentimentos.
Amo.

Nenhum comentário: